Bibliotecas Inclusivas: Novas Literacias, Novos Leitores

Há muito que as bibliotecas extrapolam paredes, ocupando um espaço formativo privilegiado na e com a Escola, no mundo digital e nas estratégias para a inclusão. Com a popularização da internet, as prateleiras virtuais, os livros eletrónicos ou o acesso a recursos informativos digitais, são opções disponíveis aos novos leitores, com poucas barreiras espácio-temporais, aproximando-se de sítios sem horários de expeditente.

A aprendizagem móvel, com recursos a tablets e smartphones, reforçou este caminho e impele a novas formas de aprender e ensinar. Efetivamente os dispositivos móveis ganharam um lugar de destaque no cerne de novas literacias, podendo os leitores estar à distância de um clique do seu livro preferido, ou de uma informação literária, científica, artística e de valor emergente que possam necessitar na e para sua (in)formação.

Se há novas literacias, o desafio atual também se centra ao nível das competências sociocognitivas básicas, como: aprender a procurar informação; aprender a comunicar; aprender a colaborar; aprender a participar na sociedade digital e das redes sociais e a construir a sociedade inclusiva, pois se estimula a aprendizagem any time, any where.

Neste âmbito, a Rede de Bibliotecas do concelho de Tondela, em articulação com o programa da Rede de Bibliotecas Escolares do Ministério da Educação, considerou pertinente oferecer formação, aos docentes, que potencie o seu desempenho, preparando-os para atitudes educativas, trabalho colaborativo e reconhecimento da transversalidade de conceitos indutores de alterações nas práticas pedagógicas, ao nível da(s) literacia(s), num trabalho sustentável com a Biblioteca na/com a Escola, e também na sociedade em geral.

A iniciativa é promovida pelo Município de Tondela em parceria com a Rede de Bibliotecas de Tondela, com o Centro de Formação da Associação de Escolas do Planalto Beirão, entidade que procedeu à acreditação da ação e com a Rede de Bibliotecas Escolares. A Rede de Bibliotecas de Tondela é uma rede que inclui a Biblioteca Municipal de Tondela e todas as Bibliotecas Escolares, nomeadamente do Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro, do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo e da Escola Profissional de Tondela.

cartaz


PROGRAMA
20 e 21 de maio

Num leque de oradores de referência nacional, a Rede de Bibliotecas de Tondela, pretende reunir um conjunto de especialistas que possam colaborar na reflexão sobre as mudanças vividas pelas bibliotecas escolares e pelos sistemas bibliotecários em geral. Preletores que tragam a debate novas e reformuladas formas de encarar as bibliotecas, numa época em que a sociedade – tecnologicamente mais evoluída – tem, necessariamente, diferentes carências das que tinha há vinte anos.

Conheça, de seguida, o programa destes dois dias de encontro. Se quiser imprimir, faça o download do programa AQUI.

dia horário atividade
Sexta-feira, dia 20 14h Sessão oficial de abertura [Auditório Municipal de Tondela]
  • José António Jesus – Presidente da Câmara Municipal de Tondela
  • Manuela Silva – Coordenadora Nacional da Rede de Bibliotecas Escolares
  • Helena Gonçalves - Diretora Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo
  • Júlio Valente - Diretor Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro
  • José António Dias - Diretor Pedagógico Escola Profissional de Tondela
  • Rosa Carvalho - Diretora Centro Formação Associação de Escolas do Planalto Beirão
14h30 COMUNICAÇÃO 1 - Bibliotecas Escolares: Um Presente com Futuro - Novos desafios
  • MANUELA SILVA [Coordenadora Nacional da RBE]
15h30 PAINEL 1 - BIBLIOTECAS E LEITORES DO SÉC. XXI: DO LIVRO AO DIGITAL
  • BRUNO EIRAS [Município de Oeiras] - As Leis de Ranganathan ou a Leitura Digital nas Bibliotecas Municipais de Oeiras
  • DANIEL CATALÃO [RTP] - O Guardador de Bits: Quando estás a ler zeros e uns sem saber!!
  • ISABEL ALÇADA [Investigad. Univ. Nova Lisboa] - Bibliotecas Digitais
17h00 Coffe-break
17h45 PAINEL 2 - DESAFIOS XXI: LEITORES E LEITURAS NA ERA DAS LITERACIAS DIGITAIS
  • CARLOS PINHEIRO [RBE] - Narrativas transmédia e formação de leitores
  • MELISSA GAMA [Fund. Franc. Manuel Santos] - Pordata Kids, literacia estatística para os mais novos
  • PAULO GARCEZ [Fundação PT] - A Fundação PT na Literacia Digital
  • BERNARDO MATA [EMEPC] - EMEPC: Desafios para o Séc.XXI - sustentabilidade ambiental num projeto aLer+ - Os recursos do Kit do Mar
19h15 Roteiro Gastronómico livre
21h00 OFICINA DE CANTOS E DE CONTOS [Auditório Municipal de Tondela]
  • [TEATRO] O Principezinho no Séc. XXI - Projeto Gerações XXI aLer+ pelos alunos da Escola Secundária de Tondela e da Universidade Sénior de Tondela
  • Palavras Musicadas - Interpretação pelo grupo da Casa do Povo de Tondela
Sábado, dia 21 09h30 Museu Terra de Besteiros [Solar de Santa Ana]
  • Roteiros de Leitura para diferentes contextos aLer+ (n)as Terras de Besteiros e (d)os seus Poetas, LER+ JOVEM - Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro
10h30 Pausa para café
10h45 PAINEL 3 [Auditório Municipal] - Práticas (e-)literárias e aprendizagem móvel
  • CONHECIMENTO À MÃO - CIDADANIA.COM TIC - Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo
  • LEVAR O LIVRO ELETRÓNICO À SALA DE AULA - Agrupamento de Escolas da Mealhada
  • DIGILER - Agrupamento de Escolas de Nelas
  • PROJETO LETRINHAS - AE Artur Gonçalves, Torres Novas
12h15 Transfer de autocarro para a vila do Caramulo
13h00 Almoço nos claustros do Museu do Caramulo
14h30 Leituras no Museu (de Arte) do Caramulo
  • Por entre textos e poemas... Séculos de História contemplados numa exploração pedagógica ao Museu do Caramulo - Leituras do Oriente e do Ocidente e Ler+Mar - Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro
  • FERNANDO PINTO DO AMARAL [Comissário do PNL] - "Um Oriente ao oriente do Oriente" (Álvaro de Campos)
16h30 COMUNICAÇÃO 2 - Saber(es) para construir Bibliotecas Inclusivas... em tempos de emergência de novas literacias
  • TERESA CALÇADA - Especialista em Leitura e Bibliotecas
17h30 Sessão Encerramento do Encontro
18h00 Transfer de autocarro para Tondela


20 de maio | 14H30
MANUELA SILVA

Manuela Silva é a coordenadora da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE). Licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, possui a componente curricular do Mestrado em Educação e Leitura pela Faculdade de Ciências da Educação e Psicologia, da Universidade de Lisboa; Componente Curricular em História Social Contemporânea, no ISCTE e o Curso de Especialização em Ciências Documentais, variante de Documentação e Biblioteca pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. É presença assídua em conferências e seminários nacionais e internacionais sobre o programa Rede de Bibliotecas Escolares, gestão e organização das bibliotecas escolares, leituras e literacias.


20 de maio | 15H30
ISABEL ALÇADA

Isabel Alçada, nome literário e profissional de Maria Isabel Girão de Melo Veiga Vilar (Lisboa, Alvalade, 29 de maio de 1950), é uma professora e escritora portuguesa. Estudou no Liceu Francês (Lycée Français Charles Lepierre) e licenciou-se em Filosofia, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 1974. Ainda estudante entrou para o Centro de Psicologia e Formação Psicoforma, em 1973. No rescaldo do 25 de Abril é admitida no Ministério da Educação, primeiro como técnica da Direção-Geral Permanente de Educação, em 1975, depois no Secretariado de Reestruturação do Ensino Secundário, até 1976. Tornou-se professora do Ensino Básico em 1976. Depois de ter sido colega de Ana Maria Magalhães, na Escola EB 2/3 Fernando Pessoa, formou com esta uma dupla na escrita infanto-juvenil, inaugurada com Uma aventura...na cidade, em 1982. A colecção Uma Aventura revelar-se-ia um sucesso entre as camadas jovens, alcançando mais de 50 títulos editados e adaptações para televisão e cinema. Em 1984 Isabel Alçada obteve um mestrado em Análise Social da Educação na Universidade de Boston, homologado pela Universidade Nova de Lisboa. Em 1985 tornou-se professora-adjunta da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa. Desempenhou os cargos de membro do Conselho Diretivo da Escola EB 2/3 Fernando Pessoa, vogal da Direcção do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa, administradora da Fundação de Serralves, de 2000 a 2004, e de comissária do Plano Nacional de Leitura[1] , de 2006 a 2009. . Em 2009 foi empossada como Ministra da Educação do XVIII Governo Constitucional.


20 de maio | 15H30
DANIEL CATALÃO

Daniel Catalão é um conhecido jornalista da RTP. Doutorado pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em Media Digitais é também docente, desde 2009, na Universidade Lusófona. Em pequeno sonhou ser piloto aviador e jornalista, mas a difícil relação com a matemática fê-lo esquecer, desde cedo, a primeira opção.

"O Guardador de Bits: Quando estás a ler zeros e uns sem saber!!" é o nome da comunicação que virá fazer a Tondela, inserida no painel que procura contextualizar o percurso feito pelos leitores desde a era do livro ao digital do séc. XXI


21 de maio | 14H30
Fernando Pinto do Amaral

Frequentou a Faculdade de Medicina, mas abandonou o curso por falta de vocação, virando-se decisivamente para as Letras. Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas e doutorado em Literatura Românica, é docente do Departamento de Literaturas Românicas, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, desde 1987. Como poeta, é uma das mais importantes revelações da contemporaneidade em Portugal. Da sua obra poética salientam-se Acédia (1990, Poesia), A Escada de Jacob (1993, Poesia), Às Cegas (1997, Poesia), O Mosaico Fluido — Modernidade e Pós-Modernidade na Poesia Portuguesa Mais Recente (1991, Prémio de Ensaio Pen Club), Na Órbita de Saturno (1992, Ensaio) e Poesia Reunida (2000). Em 2004 editou o livro de poemas Pena Suspensa e A Aventura no Game Boy (infantil). Em 2006 publicou o conjunto de contos Área de Serviço e Outras Histórias de Amor e em 2007, A Luz da Madrugada (poesia). Publicou O Segredo de Leonardo Volpi (romance) e livro para crianças A Minha Primeira Sophia, em 2009. Em 2012 publicou a coletânea de poesia Paliativos.

Traduziu As Flores do Mal, de Baudelaire, com o que recebeu o Prémio do Pen Club e o Prémio da Associação Portuguesa de Tradutores, e Poemas Saturnianos, de Verlaine. Traduziu ainda toda a poesia do argentino Jorge Luís Borges. Tem colaborado nas revistas Ler, A Phala, Colóquio/Letras, Relâmpago e fez crítica literária nos jornais Público e Jornal de Letras.

Recebeu o Prémio Goya (Madrid), em 2008, na categoria de Melhor Canção Original, pelo seu Fado da Saudade, interpretado por Carlos do Carmo no filme Fados, de Carlos Saura.

É Comissário do Plano Nacional de Leitura desde 2009.


21 de maio | 16H30
TERESA CALÇADA

Maria Teresa Carmo Soares Calçada nasceu e viveu em Lisboa mas frequentemente se deslocava a Tondela, cidade de onde a sua mãe era natural e onde sempre encontrou a paz e o sossego de um refúgio único, no sopé da Serra do Caramulo. Licenciada em Filosofia, começou a dar aulas aos 19 anos, mas cedo se dedicou às bibliotecas. Trabalhou cerca de 25 anos, desde 1982, como Técnica do Instituto Português do Livro e ocupou o cargo de Vice-Presidente do Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro até 1996. Nesta qualidade, foi também responsável pela execução das atividades desenvolvidas no âmbito da Rede Nacional da Leitura Pública.

Integrou importantes grupos de trabalho como os que viriam a criar a Rede de Bibliotecas Municipais. Em 1996 integrou o grupo de trabalho que definiu as bases e os princípios orientadores do Programa Rede de Bibliotecas Escolares, e foi nomeada coordenadora deste Programa. Exerceu este cargo até dezembro de 2013, acumulando com o de Comissária-adjunta do Plano Nacional de Leitura, que considerava ser um grande desafio, por permitir “abrir as portas do mundo da leitura a todos os cidadãos, especialmente às crianças que frequentam o ensino pré-escolar e aos alunos dos 1.º e 2.º ciclos”.

Como coordenadora do Programa da RBE enfrentou desafios educativos tendo lutado pela formalização legal das funções do Professor-Bibliotecário. De certo modo, ajudou a transformar o conceito das Bibliotecas como hoje as conhecemos numa importante área de investigação e formação, para as mais diversas universidades e politécnicos portugueses.

Teresa Calçada apostou desde sempre na leitura. Não se considera uma contadora de histórias, antes uma divulgadora de livros. Conhece-os bem e usa esse conhecimento para suscitar todo o interesse que se lhes reconhece.

-->

INSCRIÇÕES
Online

A inscrição é gratuita!

  • INSCRIÇÃO SEM CERTIIFICADO DE FORMAÇÃO ACREDITADA:

  • Se não é docente e pretende apenas um certificado de participação simples, inscreva-se preenchendo a INSCRIÇÃO ONLINE
  • INSCRIÇÃO COM CERTIFICADO DE FORMAÇÃO ACREDITADA:

  • Se é docente e necessita de certificado de formação acreditada, precisa de executar três passos:

    • 1º PASSO - Deve preencher a - INSCRIÇÃO ONLINE

    • 2º PASSO - Deve imprimir ESTA FICHA, preenchê-la e assinar, devidamente, pelo formando e pelo diretor, enviando-a para o Centro de Formação da Associação de Escolas do Planalto Beirão:

    • - MORADA DO CFAEPB:
      Centro de Formação da Associação de Escolas do Planalto Beirão
      Escola Secundária de Tondela, Rua Dr. Amadeu Ferraz de Carvalho | 3460-521 Tondela
      TELEFONE: 232 822 121 | FAX: 232 814 149 | e-Mail: EMAIL: cfaeplanaltobeirao@gmail.com

    • 3º PASSO - No final da formação, depois de receber um e-mail do CFAEPB, deve preencher um relatório individual temático, de acordo com os critérios também enviados.


LOCALIZAÇÃO
Contatos

O Encontro "Bibliotecas Inclusivas: Novas Literacias, Novos Leitores" decorrerá em vários espaços, sendo o local de referência o Auditório Municipal de Tondela.
40.5189705,-8.0830796

Município de Tondela
Gabinete de Educação
rbt@cm-tondela.pt
Telf. 232 811 110