A+ A A-

Decorreu no passado dia 11 de janeiro a inauguração do projeto de musealização da Estação de Arte Rupestre de Molelinhos, com a presença do Secretário de Estado da Cultura, Dr. Jorge Barreto Xavier, entre outras entidades.
A Estação de Arte Rupestre de Molelinhos foi descoberta em 1932 pelo investigador local, António Almiro do Vale, à época médico em Tondela. Classificada como Imóvel de Interesse Público desde 1992 (Decreto nº 26-A/92 de 1 de junho), localiza-se no lugar da Carvalheira (margem direita do ribeiro do Carvalhal, afluente do rio Criz), nas proximidades da povoação de Molelinhos, freguesia de Molelos e concelho de Tondela.
A estação é composta por seis painéis de fratura, integrados numa plataforma de xisto, constituindo uma área total de 500m2, cujo reportório figurativo se situa no Bronze Final e o Início da II Idade do Ferro. Entre outubro de 2013 e janeiro de 2014 foi implementado o projeto de musealização da Estação de Arte Rupestre de Molelinhos, tendo por bases o estudo arqueológico e a conservação, cuja finalidade foi a proteção e a recuperação patrimonial, aliada à sua promoção cultural. O projeto assenta num percurso, arquitetonicamente delineado, desde o estacionamento às estruturas metálicas, permitindo a visita aos elementos arqueológicos.
No ato de inauguração, começou por usar da palavra o Presidente da Junta de Freguesia de Molelos, Engº José António Dias, que salientou a importância deste investimento para a sua freguesia, riqueza arqueológica que se acrescenta à da Barro Negro.
O Presidente do Município, Dr. José António Jesus, destacou a importância desta estação rupestre, que constitui um dos melhores exemplares da região centro. Na sua intervenção salientou a política de valorização do património arqueológico e edificado do Município, que em 2010 se corporizou com a inauguração do Museu Terras de Besteiros, bem como a determinação que este património cultural seja disponibilizado à fruição pública.
“Queremos que esta região de bem-estar tenha condições para que todos nos possam visitar e sentir o território, com todos os seus recursos. Esta é uma mais-valia para que o território se reafirme, renove e ganhe mais vitalidade e, consequentemente, também dimensão económica”, acrescentando ainda que “gostaríamos, assim que o quadro comunitário o permita, de vir a revalorizar algum património associado à industrialização do concelho, nomeadamente em sede de arqueologia industrial. Há dois equipamentos muito relevantes no nosso território, um deles ligado à produção de energia elétrica e outro ligado à cerâmica”, anunciou.
O Secretário de Estado da Cultura, no uso da palavra, enfatizou a importância do investimento e da riqueza arqueológica da estação Rupestre de Molelinhos, facto que para além de valorizar o património em si, constitui fator de motivação para quem aqui reside, bem como de atratibilidade para o concelho.  
A Estação de Arte Rupestre de Molelinhos está aberta ao público, com visitas guiadas gratuitas, que podem ser marcadas através do Museu Terras de Besteiros, pelo número 232 811 125 ou pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Ler mais ...

Os técnicos do Gabinete de Património Cultural, do Município de Tondela, identificaram novos vestígios arqueológicos do período medieval na povoação do Vinhal. Verificou-se, através do método de prospeção extensiva, a existência de dois núcleos de sepulturas, em dois locais distintos, com sinais de antropomorfismo. Esta descoberta vem acentuar a ocupação neste período na freguesia, juntando estes vestígios aos já existentes: Núcleo de Sepulturas de Santas Marinhas, Lage da Cabana, Lagareta do Pinhal do Outeiro, Lagareta da Açoreira, Lagar dos Moiros e Pedra da Meia Légua. No entanto, o estudo integral dos novos núcleos de sepulturas será apresentado brevemente. Nesta etapa destacamos a colaboração do secretário da Junta de Freguesia da Lajeosa do Dão, Firmino Melo.

Divisão de Cultura e Comunicação
Gabinete de Património Cultural

Ler mais ...

No âmbito da salvaguarda do património arquitetónico foi aberto o novo procedimento de classificação da Igreja de São Tiago, matriz de Santiago de Besteiros, no designado Largo da Igreja, entre a Rua de São Tiago e a Rua do Adro, Santiago de Besteiros, freguesia de Santiago de Besteiros, concelho de Tondela, distrito de Viseu.

Ler mais ...

No âmbito do levantamento cadastral dos proprietários detentores de bens patrimoniais arqueológicos, os técnicos do Gabinete de Património Cultural do Município, Jorge Arrais e Fernando Simões, reuniram na passada sexta-feira, 24 de outubro em S. João do Monte, com Mário Martins, Presidente da Associação Recreativa, Desportiva e Cultural daquela localidade.

Ler mais ...

Passeio de Pasteleira “Passado e Presente 2014”

quarta, 26 março 2014
Publicado em Património Cultural

A Associação Desportiva Radical de Tondela em parceria com o Gabinete de Património Cultural do Município de Tondela, levam a efeito, no próximo dia 30 de março, pelas 8.45h, o Passeio de Pasteleira “Passado e Presente 2014”.

Ler mais ...

Solar de Vilar é monumento de interesse público

quinta, 13 fevereiro 2014
Publicado em Património Cultural

A portaria publicada, no dia 12 de fevereiro, em Diário da República classifica o Solar de Vilar, anexos e jardins como monumento de interesse público.
De acordo com este documento, o Solar de Vilar, erguido em 1745, “é um notável edifício barroco e rococó que conserva praticamente intacta a estrutura original. “É um importante exemplo da casa nobre setecentista beirã”, destacando-se “no contexto da arquitetura civil da época pelo dinamismo criado pelos seus elementos arquitetónicos”.
“O jardim, com vegetação variada, está entre os poucos exemplos sobreviventes de jardins solarengos da época barroca conservados na região”, descreve o documento.
O Município de Tondela congratula-se com este reconhecimento e valorização do património arquitetónico do concelho. O Solar de Vilar assume-se como um ícone do nosso território, não só pela arquitetura, mas também pelas funções que desempenha na área do turismo.
O Solar, situado na aldeia de Vilar, atual União de Freguesias de Vilar de Besteiros e Mosteiro de Fráguas, é uma casa senhorial que retrata a arquitetura da Beira Alta e é um local de passagem obrigatória para quem visita o concelho de Tondela.

Ler mais ...

Agenda de eventos (2)

Próximos eventos (2)

Sorry, no events.

Câmara Municipal de Tondela © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: mixlife