A+ A A-

A Síntese

A envolvente natural, cultural, ambiental e turística que circunda a Serra do Caramulo, potenciou um projecto para valorizar os recursos endógenos e estruturar a economia local, além de qualificar o sistema rural numa perspectiva de desenvolvimento sustentável, localizado na aldeia de Souto Bom, freguesia de Caparrosa.

Souto Bom apresenta casario antigo e organiza-se em núcleos de ruas ou quelhas estreitas, calçadas de pedra, descendo para as hortas e os campos de milho. Ainda é possível encontrar canastros (designação local para o espigueiro) que guardam o milho, eiras que se limpam para a seca do feijão e para a malha dos cereais, bem como pessoas com vontade de reviver e recuperar as tradições mais antigas.
A recuperação e preservação das diferentes formas de património rural e histórico-cultural, visam criar condições efectivas para a dinamização turística da região e aproveitar os recursos patrimoniais como factores de desenvolvimento local.
Os moinhos de água são engenhos de construção antiga, que se destinavam à moagem de cereais, apresentam características e morfologias arquitectónicas próprias. Estas construções tradicionais rurais enquadram-se no grupo de moinhos denominado de “roda horizontal”. São moinhos de um só rodízio, constituídos por pedras graníticas e madeira, material abundante na região; têm forma rectangular, sem vãos, a não ser a porta de acesso, sendo o telhado com uma ou duas águas.
O projecto “Os Ambientes do Ar”, está estruturado em torno de um conjunto de moinhos e da antiga escola primária.
Neste projecto, foi possível requalificar um núcleo de sete moinhos localizados ao longo da Ribeira da Pena. Esta requalificação contemplou a construção de acessibilidades para aceder aos moinhos, criando plataformas ligadas com rampas que permitem, de forma integrada, estabelecer uma rede de circulação.
Os moinhos, recuperados, além de continuarem a moer, ganharam novas funções. Enquanto núcleos de interpretação, permitem o desenvolvimento de uma componente pedagógica, centrada na relação do homem com o universo e com a natureza, a par da abordagem temática relativa às energias renováveis, á reciclagem, ao ambiente, à fauna e à flora.
É um Centro de Educação e Investigação Patrimonial, onde se poderão descobrir diferentes e agradáveis sensações, sustentadas na recuperação, valorização e promoção dos recursos patrimoniais: os moinhos, a natureza e as pessoas.
Por outro lado, todo o conjunto foi enriquecido com um relógio de sol, a que se juntou um observatório de astronomia, o que se complementou com a representação do sistema solar.
O edifício escolar foi transformado em Centro de Acolhimento, sendo em paralelo a sede da associação local, favorecendo os elos de parceria em que assenta este projecto, além de vincar a identidade local, alicerçada na singular generosidade das pessoas desta povoação.
Este projecto fortaleceu-se com um protocolo estabelecido entre o Município de Tondela, Instituto Piaget/Forum UNESCO. Posteriormente foi estruturado com uma equipa multi-disciplinar para o que foi determinante a intervenção do Pelouro da Cultura, da ADICES e de Colaboradores especializados nas temáticas do Património, da Educação e do Ambiente.
Este Plano de Intervenção foi objecto de uma candidatura, tendo obtido o necessário apoio junto do Ministério da Agricultura do Desenvolvimento Rural e das Pescas.

Câmara Municipal de Tondela © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: mixlife