A+ A A-
08 Out. 2020

Visitas a escolas do concelho de Tondela

O presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António Jesus, visitou hoje duas das escolas do concelho de Tondela, de forma a avaliar como está a decorrer o arranque do ano letivo escolar 2020/2021.

Nesta visita, José António Jesus fez-se acompanhar pela vereadora da Educação, Sofia Ferreira, e pelos diretores dos dois agrupamentos de escolas do concelho de Tondela, Júlio Valente e Helena Gonçalves.
A Escola Básica Cândido de Figueiredo foi a primeira a ser visitada, seguindo-se a Escola Secundária Tomás Ribeiro.
Nesta ocasião foi possível perceber que as escolas tiveram de se ajustar aos tempos atípicos que se vivem por causa da COVID 19 e, quase três semanas depois de as aulas terem arrancado, os alunos já interiorizaram os procedimentos necessários a adotar.
As máscaras fazem parte do dia a dia de todos dentro da escola, a higienização é frequente, as aulas são assistidas em mesas individuais, os alunos seguem percursos definidos para entrar e sair da escola, entre outras medidas adotadas para garantir o cumprimento das orientações da DGS.
Nesta ocasião, o presidente da Câmara Municipal de Tondela aludiu aos transportes públicos escolares, referindo que o Ministério da Educação coloca nas suas orientações que deverá haver um esforço por parte das escolas para uma flexibilização dos horários para cumprir as regras de segurança e distanciamento social, no entanto, no caso de Tondela, os transportes públicos com serviço também de transporte escolar, mantêm os horários já existentes no ano anterior, pois tal seria incomportável, já que o número de alunos não viabilizaria a gestão desta operação.
"A opção do Município foi alertar, em tempo útil, as direções das escolas para que mantivessem a mancha horária idêntica aos anos anteriores, pois caso contrário os alunos passariam muito tempo na escola sem aulas, dada a inexistência de mais transportes públicos. Note-se que o custo da operação de transportes públicos onde estão incluídos os transportes escolares, ultrapassa os 700 mil euros por ano", informou.
Foi ainda sublinhado que o Município de Tondela tem feito investimentos contínuos no melhoramento das condições das escolas e jardins do concelho, a par da 2.º fase de requalificação da Escola Secundária de Tondela (requalificação dos pavilhões A e E bem como dos espaços exteriores, incluindo o relvado do campo de jogos).
No total, a obra de requalificação desta escola ascende a 2 milhões de euros, sendo cerca de 500 mil euros financiamento direto do Município de Tondela.
Uma palavra também para a substituição da cobertura em fibrocimento das Escolas Básicas de Tondela, Campo de Besteiros e Lajeosa do Dão, que irá iniciar-se.
Trata-se de um investimento na ordem dos 420 mil euros, financiado por Fundos Comunitários, sendo o Município de Tondela o dono de obra, bem como assegura a fiscalização e gestão da mesma.
Decorre também a ampliação de alguns Jardins de Infância, nomeadamente os Jardins de Infância de Santiago de Besteiros e Molelos. Em cada um deles pretendem-se criar espaços novos para atividades. Estas obras têm um valor aproximado de 70 mil euros cada uma.
Com esta visita, o Município de Tondela dá um sinal claro de que o investimento na educação é uma prioridade, já que assume competências que deveriam ser assumidas pelo Ministério da Educação.
"É certo que o fazemos em prol dos nossos alunos, das nossas escolas, contudo não deixamos de manifestar o profundo desejo de que também o Ministério da Educação assim o considerasse e, num ano como este, analisasse as reais necessidades das escolas e garantisse os recursos que ajudariam a minimizar o impacto desta pandemia", apontou José António Jesus.
A par de todas estas preocupações relacionadas com a pandemia, o Município de Tondela está também atento à falta de assistentes operacionais (AO) em escolas do concelho.
Esta é uma questão recorrente ao longo dos últimos anos letivos, tendo sido continuamente solicitada a revisão do acordo para a educação pré-escolar, que de algum modo interfere com o adequado funcionamento dos nossos Jardins de Infância, na medida em que temos 24 salas a funcionar e a DGEstE nos tem autorizado, em acordo, 21 AO em vez de 24.
Este ano letivo, com a abertura de mais uma sala de Jardim de infância, devido a um aumento do número de crianças no Jardim de Infância de Santiago de Besteiros, o Município de Tondela voltou a solicitar reforço de AO e até ao momento tal não foi autorizado, ou seja, atualmente com 25 salas, estão no ativo 21 AO com apoio do Ministério da Educação.
Nesta matéria esclarece-se que ao Município de Tondela cabe a responsabilidade de apoio com assistentes operacionais nos Jardins de Infância, na componente que ultrapassa o horário letivo, ou seja, Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF), que inclui prolongamento da manhã e da tarde e almoço. A componente letiva deverá ser acompanhada por uma auxiliar comparticipada pelo Ministério da Educação (ME).
No 1.º ciclo, é da responsabilidade do Município apenas o vigilante do transporte dos alunos que se deslocam para escolas de acolhimento quando as de origem fecharam, e também a hora de almoço. O restante horário letivo deverá ser acompanhado por auxiliares do ME.
Assim sendo, mesmo as 25 assistentes operacionais seriam insuficientes, se for tida em linha de conta a dispersão geográfica do território, bem como o conceito de escola a tempo inteiro, que implica o necessário apoio aos pais para que os seus filhos mantenham os devidos cuidados além do horário letivo.

Agenda de eventos (2)

Próximos eventos (2)

Sorry, no events.

Câmara Municipal de Tondela © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: mixlife